Perfumes importados com preço de nacionais

Perfumes-importados-com-preço-de-nacionais-CAPA

A cada dia que passa, a perfumaria nacional está, de forma positiva, nos surpreendendo.

Isso porque, nos últimos anos, podemos reparar que houveram maravilhosos lançamentos.

As novidades costumam ser custos financeiros bem acessíveis, além de ter bons aromas.

Essas características agregam, potencializam e amplificam a força da perfumariam nacional.

No entanto, na mesma proporção, comprar perfumes masculinos importados é uma maravilha.

As fragrâncias estrangeiras, por sua vez, costumam ser bem mais caras e, assim, são inacessíveis.

Mas, obviamente, não são todos.

Pensando nisso, fizemos uma lista de perfumes importados com preço de fragrâncias nacionais.

Quer saber quais são?

Acompanha a leitura!

Presence – Mont Blanc

O lançamento oficial do perfume masculino Presence da Mont Blanc aconteceu em 2001. Passados 21 anos, a fragrância de Corinne Cachen ainda continua sendo uma opção bacana.

  • Saída: bergamota, canela, cardamomo e gengibre
  • Corpo: heliotrópio, maçã e sálvia
  • Fundo: almíscar branco, âmbar, fava tonka, madeira de teca e sândalo

As informações sobre a pirâmide olfativa desse perfume masculino estão disponíveis nos sites Fragnática e Época Cosméticos. Estes, inclusive, afirmam que tal fragrância é especiada.

Perceba que o Presence da Mont Blanc conta com elementos refrescantes, como bergamota, gengibre e sálvia.

Ao longo do desempenho, as madeiras marcam presença e se destacam.

A combinação desses opostos elementos, então, resulta em uma fragrância equilibrada e harmoniosa.

É um perfume masculino importado doce na medida certa e bem refrescante.

O frescor que ele proporciona faz com que o Presence seja ideal para dias mais quentes, como os de verão.

Além disso, a moderação do aroma e a leveza o deixam ideal para ir ao trabalho.

Joop! Homme – Joop!

Joop! Hoome está longe de ser o perfume masculino mais vendido principalmente por não ser tão novo.

Como fora lançado oficialmente em 1989, tal fragrância não é popular hoje em dia.

  • Saída: bergamota, flor de laranjeira, limão de amalfi e tangerina
  • Corpo: canela, cardamomo, heliotrópio, jasmim e lírio do vale
  • Fundo: baunilha, fava tonka, patchouli e sândalo

Você pode perceber que elementos frescos, como a bergamota, tangerina e o limão de amalfi, marcam presença.

No entanto, as notas cítricas não se destacam completamente na fragrância.

Acreditamos que a não percepção desses elementos acontece devido à base do perfume masculino importado.

Isso porque a baunilha garante um frescor adocidado que potencializa.

Esse ingrediente não é o único a ficar em evidência: a canela, o almíscar e o sândalo se destacam.

Cada um desses elementos promove uma sensação diferente: calor, elegância e sensualidade.

Essas características nos fazem crer que o Joop! Hoome seja ideal para um ambiente mais festivo e baladeiro.

Nesse caso, então, nada de usar no dia a dia, principalmente para ir ao trabalho.

Silver Scent – Jacques Bogart

Silver Scent é um perfume masculino de 2006, mas que, até hoje, faz sucesso entre os perfumólatras.

A popularidade dele ainda permanece devido à construção de um grande aroma.

  • Saída: flor de laranjeira e limão
  • Corpo: alecrim, cardamomo, coentro, gerânio, lavanda e noz-moscada
  • Fundo: fava tonka, lichia, madeira de teca e vetiver

Repara que, na saída, as principais notas olfativas são cítricas e frescas. Ao longo do desempenho da fragrância, o frescor dá lugar às notas frutais bem como a presença das aromáticas madeiras.

A mistura desses elementos não poderia resultar em um perfume masculino importado ruim.

Silver Scent é contraste, elegante, sofisticado, moderno já que inspirou-se no mistério do cinema de 1940.

Todos esses atributos mostram que o perfume masculino em questão é, na verdade, um grande magnetismo.

Assim, tanto a fragrância quanto o design do perfume não são de tirar os olhos.

Dark Blue – Hugo Boss

Dark Blue é um perfume masculino importado que vale a pena. Além de ter um preço mais acessível que outras fragrâncias estrangeiras, tal perfume conta com um aroma diferenciado.

  • Saída: gengibre, laranja, lima, limão e toranja
  • Corpo: cardamomo, cipreste, gerânio, mogno e sálvia
  • Fundo: baunilha, benjoim, cedro, patchouli e vetiver

O lançamento oficial do Dark Blue se deu em 1999. Há 23 anos, os perfumistas Alan Astori e Beatrice Piquet mostraram polemica na perfumaria masculina devido à construção do Dark Blue.

Isso porque esse perfume masculino importado da marca Hugo Boss é diferente do que muitos já viram:

é cítrico, frutado e, ao mesmo tempo, conta com notas adocicadas que se destacam.

A combinação de todos elementos da pirâmide olfativa pode causar um certo estranhamento em um primeiro instante.

Mas, ao longo do desempenho, a fragrância torna-se mais agradável.

No entanto, é importante avisarmos que a agradabilidade do Dark Blue não o deixa ideal para o dia a dia.

Assim, como tem elementos doces, tal fragrância é bacana para propostas noturnas.

O uso noturno desse perfume evidencia, mas não marca território. Isso, então, é ótimo para quem deseja utilizar esse perfume masculino em uma balada ou em um jantar romântico.

E aí, gostou do nosso artigo?

Você já conhecia alguns desses perfumes masculinos?

Se sim, o que acha deles? Gosta de algum?

Se não, quais outras fragrâncias importadas são mais em conta?

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *